Comissão da Câmara Municipal decide prosseguir investigação de denúncia contra vereador Lásaro Borges

logo-face
logo-face
Comissão da Câmara Municipal decide prosseguir investigação de denúncia contra vereador Lásaro Borges

A Comissão Processante da Câmara Municipal de Patos de Minas, constituída para apurar denúncia protocolada na Casa Legislativa pelo Senhor Francisco Gonçalves de Andrade, conhecido popularmente como Chiquinho, alegando que o vereador Lásaro Borges teria realizado falsas promessas durante o período eleitoral, decidiu pelo prosseguimento da denúncia, com os depoimentos das partes e oitiva das testemunhas.

Segundo Dr. Thiago Queiroz, advogado do Senhor Francisco Gonçalves de Andrade, a Câmara Municipal de Patos de Minas, informou sobre o prosseguimento da denúncia na tarde desta sexta-feira (24).

Desta forma a comissão processante realizará no dia 05 de outubro os depoimentos do denunciante Senhor Chiquinho e do denunciado vereador Lásaro Borges.

No dia 06 de outubro serão realizadas as oitivas das dez testemunhas do Senhor Chiquinho. Já no dia 07 de outubro as cincos testemunhas do vereador Lásaro Borges serão ouvidas pela Comissão Processante.

É importante ressaltar que cabe à Câmara Municipal apurar somente a conduta administrativa do parlamentar, nos termos do que dispõe o art. 7, inciso III, do Decreto-Lei n.º 201/1967, podendo a Casa Legislativa cassar o mandato de vereador quando proceder de modo incompatível com a dignidade da Câmara ou faltar com o decoro na sua conduta pública. Além disso, é relevante destacar que não cabe à Câmara Municipal investigar, processar e julgar eventuais crimes que possam ter ocorrido, o que deverá ser feito pela Polícia Civil, pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário.

O vereador Lasaro Borges, se pronunciou por meio de nota e afirmou que será uma excelente oportunidade para demonstrar a verdade dos fatos para toda população patense.

Confira a nota na íntegra:

Está sendo uma excelente oportunidade para demonstrar aos meus pares e à toda população patense a insubsistência da estória arquitetada por este Senhor, seja pela total ausência de provas a sustentá-la, seja pela essência que a mesma se encerra não passando de uma inverdade das mais descaradas que poderia ser veiculada.

Comentários