Situação dos estoques de sangue em Minas Gerais volta a preocupar

logo-face
logo-face
Situação dos estoques de sangue em Minas Gerais volta a preocupar

A Fundação Hemominas conclama os doadores voluntários de sangue de todos os tipos sanguíneos, em especial os dos tipos O positivo, O negativo e A positivo a comparecerem em suas unidades para realizar a doação e ajudar a reverter a situação atual de queda nos estoques de sangue.

Desde o início da pandemia, o comparecimento de doadores tem registrado queda constantemente em Minas Gerais. Atualmente, os estoques de sangue dos tipos positivos estão, em média, 50% abaixo do ideal, enquanto os dos tipos negativos, 40%.

Dentro disso, as quedas dos estoques dos tipos sanguíneos O positivo e A positivo chegam a 60% cada, e do tipo O negativo, 50%.

Viviane Guerra, assessora de Captação e Cadastro de Doadores da Hemominas explica, que, historicamente, nos finais de ano o volume de doações cai, por ser uma época de férias escolares, festas e viagens. “Temos conhecimento que os estoques de sangue vêm sofrendo com a baixa no comparecimento de doadores desde o início da pandemia, não somente em Minas Gerais. Por isso, é de extrema importância que haja uma mobilização para que os hemocentros consigam reverter essa situação”.

Segurança

A Fundação Hemominas segue uma série de procedimentos de prevenção para que os doadores se sintam seguros ao entrar na instituição e fazer a doação de sangue. Entre os cuidados adotados, está o agendamento do horário para doação; o uso obrigatório de máscaras; a utilização do álcool gel / líquido70% para higienização das mãos; e a reorganização das salas de espera e de coleta de sangue das unidades, garantindo um distanciamento mínimo de 1 metro entre os doadores.

Os procedimentos são realizados por profissionais capacitados e que seguem todas as normas de proteção e prevenção, a fim de proporcionar segurança para quem doa e sangue de qualidade para o paciente.

Como fazer a doação

Entre os requisitos básicos para doar, é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, mais de 50 kg, estar bem descansado no momento da doação, estar alimentado e apresentar documento original e oficial com foto.

Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos vírus Covid-19, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial ficam inaptos por 30 dias após completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindiquem a doação);

Candidatos que tiveram contato com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico/laboratorial de infecção pelo COVID-19 são considerados inaptos pelo período de 14 dias, após o último contato com essas pessoas.

Conheça todas as condições e restrições para doação de sangue.

Agendamento

As doações devem ser agendadas online ou pelo MGapp - Cidadão. Em caso de não comparecimento, solicita-se cancelar o agendamento para disponibilizar o horário a outro candidato.

Consulte os endereços e horários de atendimento das unidades Hemominas em todo o Estado.

Fonte: Assessoria Hemominas

Comentários