Romeu Zema se reúne com ministro da Saúde para discutir vacinação contra o coronavírus

logo-face
logo-face
Romeu Zema se reúne com ministro da Saúde para discutir vacinação contra o coronavírus

O governador Romeu Zema participou nesta terça-feira (8/12) de uma reunião, por videoconferência, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e demais governadores para tratar da implementação do Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a covid-19 e planejamento estratégico para a vacinação no país. A expectativa é de que a campanha de vacinação tenha início entre janeiro e fevereiro do ano que vem. 

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil já conta com acordos tecnológicos e de intenção para a aquisição de cerca de 300 milhões de doses de vacinas de diferentes fornecedoras ao longo de todo o ano de 2021. 

Zema ressaltou que qualquer definição sobre a vacinação funcionará em consonância com o PNI, do governo federal, e o Plano de Contingência da Vacinação contra covid-19, elaborado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). 

“Está definido que o processo de vacinação será conduzido em nível nacional. O Ministério da Saúde é quem está adquirindo as vacinas e fará a distribuição por todo o país. Nenhum município ou estado será prejudicado ou privilegiado em relação à vacinação”, disse Zema. 

O governador lembrou que o Governo de Minas já adquiriu diversos insumos necessários, como 50 milhões de seringas e 700 refrigeradores, preparando o estado para receber a vacina e executar as ações estratégicas para sua aplicação.

“A vacinação é muito importante e o Estado já está todo preparado. Já compramos mais de 50 milhões de seringas e 700 refrigeradores, de forma que, quando a vacina chegar, toda esta estrutura está pronta, além dos profissionais orientados para conduzir este processo da forma mais célere, organizada e segura”, concluiu o governador.

Fonte: Agência Minas

Foto: Caroline Lopes / Imprensa Minas

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 09/12/2020

    Para manter as vaginas contra o "Covid-19", será necessário mantê-las em uma temperatura entre 70 e 80º c, coisa hoje dificílima de encontrar nos freezers disponível no mercado brasileiro, mas o "Governador de Minas", já comprou! Sem saber se a vacina vai sair ou não; é como aquele individuo que quer morrer, mas não tem coragem de se matar, mas vai na funerária e compra e paga o seu enterro, sabe que um dia vai precisar. Não importa se amanhã o caixão vai ter serventia... mas já pagou!