Resultado de exame confirma a morte de Júlio César (Camille Rocha) por COVID-19

logo-face
logo-face
Resultado de exame confirma a morte de Júlio César (Camille Rocha) por COVID-19

A Prefeitura de Patos de Minas, através de nota, informou na tarde desta segunda-feira (07/12) que o resultado do exame de RT-PCR de Júlio César Garcia Rocha, 54 anos, de nome social, Camille Rocha, atestou positivo para COVID-19.


A morte da travesti ocorreu no dia 29 de novembro, e teve grande repercussão nas redes sociais, onde foi levantada a hipótese da morte ter sido causada por uma agressão um dia antes.


De acordo com o texto da Ascom da Prefeitura de Patos de Minas:
“o exame de RT-PCR de Camille Rocha (nome social) foi positivo para Covid-19, o que confirma a suspeita da equipe que a atendeu. Os profissionais que a assistiram suspeitaram de infecção por coronavírus porque a radiografia de tórax e exames de laboratório evidenciaram extensa pneumonia. Além disso, ela chegou à unidade com relato de tosse, falta de ar e febre por três dias;

a confirmação pelo laboratório da infecção por coronavírus em Camille Rocha, portanto, confirma que a causa da morte dela foi Covid-19. A amostra molecular da paciente foi analisada em laboratório particular que mantém convênio com a Prefeitura de Patos de Minas; ”.

Referente as supeitas da morte por agressão, segue trecho da nota:

“diante disso, a direção da UPA reitera seu compromisso com a verdade e o respeito a cada pessoa lá assistida. Quando há suspeita de agressão a algum paciente atendido, a equipe aciona os órgãos competentes, e não seria diferente no Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19.”

A equipe de Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas, acrescenta que as informações foram prestadas pela UPA com consentimento de familiares da paciente.


Com este óbito, Patos de Minas sobe para 88 óbitos por COVID-19 no município.

Comentários