Covid-19: demanda por hemodiálise cresce, e Hospital de Campanha se prepara para oferecer o tratamento

logo-face
logo-face
Covid-19: demanda por hemodiálise cresce, e Hospital de Campanha se prepara para oferecer o tratamento

No início da pandemia do novo coronavírus, a atenção estava voltada sobretudo para a parcela dos infectados que evolui para o estágio grave da doença e requer suporte de respirador artificial. Mas, com o passar dos meses, a incidência de outras complicações advindas da Covid-19 está aumentando, como o impacto do vírus nos rins e a consequente necessidade de hemodiálise em muitos casos. E, por estar atenta a essa demanda, a Secretaria de Saúde de Patos de Minas (SMS) prepara o Hospital de Campanha para oferecer terapia renal substitutiva a pacientes lá internados. 

Segundo o titular da pasta, Carlos Rezende, duas máquinas de hemodiálise chegaram ao hospital na terça-feira (15). “Estamos trabalhando agora na contratação de profissionais especializados e na compra dos insumos necessários para o tratamento. Hoje, inclusive, teremos reunião para tratar dessa aquisição”, explicou o secretário. Ele disse que ainda não é possível determinar precisamente o início do serviço, mas que a equipe tem trabalhado para ser o mais breve possível. 

Carlos Rezende explicou que os esforços são para concentrar no próprio Hospital de Campanha toda assistência necessária aos pacientes com Covid-19. “Estamos, por exemplo, oferecendo fonoaudiologia, especialidade muito importante na recuperação de quem necessitou de entubação. A fisioterapia respiratória também está presente na rotina deles. Estamos seguindo todos os protocolos e investindo num tratamento humanizado de muita qualidade, e digo que essa conduta tem sido um diferencial”.

O secretário de Saúde acrescenta que também está sendo desenvolvido um projeto de visita de familiares aos internados, dentro das mais rigorosas medidas de segurança, buscando fortalecer a recuperação deles.

Comentários