Patos se destaca e mantém mais empregados formais que beneficiários do auxílio emergencial

logo-face
logo-face
Patos se destaca e mantém mais empregados formais que beneficiários do auxílio emergencial

Levantamento divulgado pelo Jornal O Tempo, de Belo Horizonte, mostra que 9,43% dos patenses recebem o auxílio emergencial. Esse dado leva em consideração apenas os desempregados e informais que solicitaram o benefício desde a chegada da COVID-19. Beneficiários do Bolsa Família não entraram na contagem. Na Capital do Milho, o número de pessoas com carteira assinada ainda é superior ao número de contemplados com a renda emergencial. O dado representa uma vantagem para Patos de Minas, pois boa parte das cidades do Triângulo conta mais beneficiários do auxílio, do que empregados com CLT.

Com auxílio, a renda média da população é de R$62,72. No total, 14.387 pessoas recebem o benefício do Governo Federal. O número de empregados com carteira assinada em Patos de Minas, entretanto, é muito maior: 39.762. Em comparação com outras cidades do Triângulo, por exemplo, o município apresentou bom desempenho. Segundo o levantamento, esses dados podem indicar a baixa quantidade de trabalhadores informais.

“Curiosamente, porém, as regiões ricas do Estado foram as mais favorecidas pelo novo programa em termos proporcionais. Enquanto 6% dos habitantes receberam o benefício no Norte de Minas em julho (média de R$ 37,80 por pessoa), esse índice chegou a 9,6% na região Sul do Estado (R$ 61,20), por exemplo. Esses dados apontam para o aumento das dificuldades financeiras entre as famílias de regiões mais produtivas, onde um maior número de pessoas economicamente ativas passou a se encaixar nos critérios sociais do governo devido à crise agravada pelo coronavírus”, explica reportagem do O Tempo.

Comentários

  • Aneilson de Sousa

    Comentário enviado em - 08/09/2020

    Patos de minas sempre destacando..., está faltando um grande aglomerado industrial para alavancar de vez mais a economia pujante de Patos

  • Aneilson de Sousa

    Comentário enviado em - 08/09/2020

    Patos de minas sempre destacando..., está faltando um grande aglomerado industrial para alavancar de vez mais a economia pujante de Patos