STJD confirma o rebaixamento de Tupynambás e Villa Nova

logo-face
logo-face
STJD confirma o rebaixamento de Tupynambás e Villa Nova

O pleno do Superior Tribunal de Justiça da CBF confirmou nesta quinta-feira (3), em reunião remota, devido à pandemia do coronavírus,  o rebaixamento de Tupynambás e Villa Nova para o Módulo II do ano que vem, após terem terminado o Campeonato Mineiro nas duas últimas posições, conforme determina o regulamento específico da competição. 

O relator dos dois processos foi o Dr. Sérgio Leal Martinez que proferiu seu voto para a manutenção do rebaixamento e foi acompanhado pelos demais juizes auditores, em decisão unânime

A alegação dos clubes para evitarem o rebaixamento foi que a pandemia do novo coronavírus, que provocou a paralisação do torneio em março, tornou inviável o prosseguimento do mesmo, sob o ponto de vista da saúde pública e do aspecto financeiro. Na ocasião, a liminar dos clubes não foi acatada pelo TJD-MG.

As duas equipes já vinham capengando no Campeonato desde o início, frequentando as posições derradeiras quando da paralisação verificada em março, por conta da covid-19.

No retorno do Módulo I, a situação de Tupynambás e Villa Nova continuou de mal a pior, perdendo os seus jogos, das duas rodadas finais da primeira fase. Com isso, o Villa Nova fechou sua participação com apenas 4 pontos em 33 disputados, com 9 derrotas, somente uma vitória e mais um empate, em 11º lugar. O Tupynambás fez uma campanha pífia, na lanterna com 3 pontos, sem vencer, com 8 derrotas e 3 empates. Acima deles ficou o Coimbra com 10 pontos, seis na frente do Leão do Bonfim e sete de vantagem sobre o Baeta.

Lembrando que no último dia 20 de agosto, o Pleno do STJD derrubou decisão anterior do TJD do Rio de Janeiro e decidiu, por unanimidade, pela manutenção do rebaixamento de Cabofriense e Nova Iguaçu, no Campeonato Carioca. 

Por: Adamar Gomes – Foto: STJD

Comentários