Secretário de Trânsito esclarece: câmeras do ‘Olho Vivo’ não aplicam multas em Patos de Minas

logo-face
logo-face
Secretário de Trânsito esclarece: câmeras do ‘Olho Vivo’ não aplicam multas em Patos de Minas

Um motorista de Patos de Minas procurou a reportagem do Clube Notícia, após receber uma multa, aplicada pelo sistema de vídeo monitoramento “Olho Vivo”. No entanto, conforme apurou a reportagem deste portal, as câmeras do programa são destinadas, exclusivamente, ao combate a criminalidade. Apesar disso, quem for autuado pelo sistema deve recorrer à Junta Administrativa de Recursos de Infração (JARI).

O Secretário Municipal de Trânsito, Roberto Carlos Campos, explicou que os agentes do “Olho Vivo” não são credenciados para lavrar infrações de trânsito. Neste caso, o motorista autuado pelas câmeras de monitoramento, ainda que tenha cometido a infração descrita, deve recorrer e anular a multa.

“Esse sistema, em Patos de Minas, não foi feito para isso. Os profissionais responsáveis por verificar as câmeras não possuem treinamento para lavrar multas. Sem falar que, nesses locais, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deveria existir sinalização informando a fiscalização por vídeo”, disse.

No entanto, aqueles que foram autuados não podem simplesmente ignorar a notificação. O procedimento correto é procurar a sede da JARI, na Rua Vereador João Pacheco, ao lado do Barracão da Prefeitura, e solicitar a anulação.

“Essa situação é raríssima na nossa cidade, mas caso aconteça, o motorista pode procurar a JARI e apresentar o recurso que a multa é cancelada de ofício, assim que chegar aqui pra gente”, explicou o secretário de trânsito.

Para entender a fundo a questão, clique no áudio abaixo e ouça a entrevista completa com o Secretário Roberto Carlos Campos:

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 08/01/2020

    É vergonhoso, ver este senhor ostentar um cargo de secretário de trânsito! Agora me responda: porque o trânsito continua uma calamidade, em frente o Colégio Nsra das Graças, e não é verificado nenhum agente de trânsito naquele local?! Seria porque a "Granfinada" da cidade tem os filhos estudando lá, como as "Autoridades Máximas" constituídas... seria este o motivo?!