Homem sofre graves ferimentos ao ser atingido com barra de ferro em Carmo do Paranaíba

logo-face
logo-face
Homem sofre graves ferimentos ao ser atingido com barra de ferro em Carmo do Paranaíba

Um idoso ficou gravemente ferido, após ser atingido por golpes de barra de ferro, na cidade de Carmo do Paranaíba. Um homem de 71 anos esperou pela vítima no portão da casa onde ele mora, e em seguida atingiu-lhe violentamente. Ferido ele foi levado para receber atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Já o agressor foi encaminhado para delegacia de polícia e entregue ao delegado de plantão.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por populares relatando que na Rua Gabriel Resende, no Bairro Alto Niterói, havia uma vítima de agressão caída no asfalto com vários ferimentos pelo corpo. Imediatamente uma viatura da PM se dirigiu até o endereço e encontrou Vandelino Luiz Cassiano deitado e com vários sangramentos na face e reclamando de muita dor no braço esquerdo.

No loca,l os polícias já encontraram com o Tenente Jean, que mesmo estando de folga, chegou rapidamente ao local  e já estava com o autor das agressões dominado. Como o idoso perdia muito sangue ele foi socorrido pelos próprios policiais. Durante o atendimento ficou constatado que o ferido havia sofrido um corte profundo no nariz e trauma no braço esquerdo, e precisou passar por período de observação.

Em conversa com uma testemunha que é vizinha tanto da vítima quanto do autor, ela disse que no dia das agressões na parte da manhã, o idoso teria passado próximo à casa do agressor e chutado o portão do imóvel do suspeito. Já o acusado Oswaldo Cândido Marinho, 71 anos, falou que há anos a vítima vem lhe aborrecendo, e que acabou perdendo a cabeça e desferindo os golpes com a barra de ferro em Vandelino.

Oswaldo foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de polícia na cidade de Patos de Minas. O objeto usado para ferir a vítima foi apreendido e entregue ao delegado de plantão.

Fonte:Wanderley Gontijo/fotos:Júlio César

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 08/10/2019

    Como canta os tribalistas: A velha infância!!!