Estados e municípios podem entrar na reforma da previdência; aposentaria de servidores pode mudar em Patos de Minas

logo-face
logo-face
Estados e municípios podem entrar na reforma da previdência; aposentaria de servidores pode mudar em Patos de Minas

Servidores municipais podem ser atingidos pela Reforma da Previdência debatida no Congresso Nacional. Governadores pressionam deputados e senadores para incluírem Estados e Municípios no texto. Em entrevista à Rádio Clube 98, o superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Patos de Minas (IPREM), Marco Túlio Rocha Porto, explicou que ainda é precipitado discutir o tema, mas as mudanças propostas pelo Governo Federal podem chegar a Capital do Milho. “O IPREM é bastante sólido, mas ele tem seu peso sobre as costas da Prefeitura. E, quando a regra é nacional, a gente tem que se adequar. Incluindo idade mínima”, afirma.

Ainda de acordo com o superintendente, o IPREM já passou por mudanças recentemente, o que garantiu a estabilidade. No entanto, ele admite que a previdência ainda é preocupação constante, pois causa impacto direto na saúde financeira da Administração Pública. “No passado, a lei permitia que os gastos com saúde dos funcionários fossem incluídos na previdência. Isso criou uma defasagem que a Prefeitura cobre. Por isso há um impacto nas contas ele existe”, explicou.

A reforma da previdência ainda é discutida pelo Congresso Nacional e deputados e senadores resistem em incluir Estados e Municípios no texto. No entanto, Governadores já entregaram uma carta aos parlamentares pedindo a inclusão. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC/06) que reforma a previdência ainda está em fase de discussão na Câmara dos Deputados. Para ser aprovada, precisa de, pelo menos, 308 votos na Casa.

Por: redação Clube Notícia

Foto: arquivo Google.

Comentários