Sindicatos de Patos de Minas se mobilizam contra a reforma da previdência de Bolsonaro nesta quarta (15)

logo-face
logo-face
Sindicatos de Patos de Minas se mobilizam contra a reforma da previdência de Bolsonaro nesta quarta (15)

Sindicatos de Patos de Minas e região se mobilizam contra a proposta de reforma da previdência (PEC 06/2019) do governo Bolsonaro (PSL). Nesta quarta-feira, dia 15 de maio, há previsão de uma greve nacional, com atos em diversas cidades. Na Capital do Milho haverá manifestações. O sindicato dos professores, SINDUTE, participará de uma concentração regional, na cidade de Uberlândia, a partir das 15h. Os sindicalistas não querem a aprovação do texto, por considerá-lo agressivo aos direitos dos trabalhadores.

Além disso, no mesmo dia, professores e servidores da educação também se posicionam contrários os cortes na Educação. A chamada “greve nacional da educação” é um protesto pelos cortes de verbas para educação, anunciados pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, e contra a reforma da Previdência. Os cortes na educação trouxeram impactos para as instituições de ensino federais em Patos de Minas. A UFU e o IFTM já anunciaram cortes no orçamento e temem prejuízos nas atividades.

Os sindicalistas esperam, também, a presença da população. Os atos acontecerão em locais públicos.

Foto: arquivo Clube Notícia 

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 14/05/2019

    Olha os pele gueiros ai gente! Quando a coisa não beneficia á eles, são contra! Á favor da nação nada! Agora se a manifestação for para ficar atoa sem trabalhar, aí eles vão mesmo manifestar! Salvando o seu umbigo, o rabo do seu semelhante é que exploda!