Hospital São Lucas vira caso de polícia; Sérgio Piau e engenheiro da Funam vão parar na delegacia

logo-face
logo-face
Hospital São Lucas vira caso de polícia; Sérgio Piau e engenheiro da Funam vão parar na  delegacia

O fato aconteceu na manhã de hoje segunda-feira (13). O médico e empresário Sérgio Piau acionou a Policia Militar depois de, segundo ele, ter sido agredido por um engenheiro que trabalha para a Fundação Educacional Alto Médio São Francisco – Funam, arrendatária do hospital. Sérgio Piau alega que teve informações de que equipamentos do CTI estariam sendo retirados do local.

Ainda segundo o médico, ele tentou impedir a retirada e teria sido agredido e ameaçado com um facão pelo engenheiro. Piau disse ainda que teve que se apossar de uma pá para se resguardar. Já o funcionário alegou que ele é quem teria sido agredido e ameaçado e pegou o facão para se defender. O engenheiro clínico ainda relatou que o médico teria deferido um soco no rosto dele. Sérgio Piau acionou a Policia Militar e ambos foram conduzidos à delegacia para esclarecimentos. O facão e a pá foram apreendidos.

Informações dão conta de que nenhum paciente foi internado no final de semana devido á falta de equipamentos da UTI que teriam sido retirados por funcionários de Ruy Muniz (arrendatário). A alegação é de que a Funam não foi notificada pela justiça e a gestão continua com a Fundação.  

Na semana passada, uma decisão da 2º Vara Cível determinou que a administração do Hospital São Lucas retornasse para o comando do médico Sérgio Piau. No entanto, uma empresa foi indicada pelo juiz do caso para fazer um processo de transição. Esse processo teria duração de seis meses, mas pode sofrer acréscimo, caso o magistrado julgue necessário. O despacho do juiz Marcus Caminhas Fasciani nomeia a empresa “Pro-Saúde”, para tomar conta da unidade. Além disso, há uma explicação direta sobre como a empresa deve proceder no período. “Nesse período de transição, a exclusiva administração do hospital e da clínica em debate, caberá à própria administradora judicial nomeada, que deverá geri-las de acordo com o seu convencimento como gestor, participando efetivamente das mudanças perante os órgãos competentes para a troca de gestão deferida, evitando-se eventual prejuízo em repasses ou eventuais benefícios concedidos ao hospital em razão de sua prestação de serviços ao Poder Público”, diz a decisão.

 

Comentários

  • kim

    Comentário enviado em - 13/05/2019

    Mais um capítulo da Novela! Não percam os próximos!!!

  • Daliene

    Comentário enviado em - 13/05/2019

    A população deve se posicionar e lutar junto com doutor Sérgio em defesa desse hospital que tanto serve a comunidade.