Epidemia de dengue em Patos de Minas: mais de 900 notificações e 148 confirmados

logo-face
logo-face
Epidemia de dengue em Patos de Minas: mais de 900 notificações e 148 confirmados

A Capital do Milho, mais uma vez, sofre com um problema antigo: a dengue. Neste ano, segundo informações do setor de epidemiologia do município, são 920 notificações e 148 casos confirmados. O Prefeito José Eustaquio chegou assinar um decreto recomendando mais ação no combate ao mosquito transmissor da doença.

As outras doenças também transmitidas pelo aedes aegypti também apresentaram aumento no número de notificações. Até agora foram quatro notificações de chikungunya, mas nenhum caso confirmado. Há ainda sete notificações de Zika e um caso confirmado.

O Decreto n° 4.617, assinado pelo prefeito municipal, estabelece medidas de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. O documento leva em consideração a situação de iminente perigo à saúde pública pela presença do mosquito. Os Agentes Combate às Endemias (ACE) estão autorizados a determinar e executar as medidas necessárias ao controle das doenças transmitidas pelo mosquito.

Dentre as medidas possíveis, agora os ACE poderão ingressar em imóveis públicos e particulares, no caso de situação de abandono, ausência ou recusa de pessoa que possa permitir o seu acesso. Também passam a poder inviabilizar, apreender e destinar materiais que possam se tornar criadouros do mosquito, além de medidas relativas à intensificação da fiscalização de terrenos.

A intenção é que os agentes sigam com o trabalho feito diariamente junto às residências, terrenos baldios e comércios. Também estão sendo tomadas medidas no que diz respeito à conscientização das pessoas com campanhas informativas, blitz educativas e mutirões de limpeza.

Comentários