Homem é preso, após furtar dinheiro e celular de bolsa dentro da UPA

Homem é preso, após furtar dinheiro e celular de bolsa dentro da UPA

Um homem, de 37 anos, foi detido e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil, na noite de quinta-feira (10-01), suspeito de furtar dinheiro e um celular de uma mulher, de 45 anos, que estava na UPA. A vítima disse que estava na recepção da unidade aguardando atendimento para a neta acompanhada da filha.

Em certo momento, ela deixou a bolsa em cima do banco e foi até a recepcionista para preencher a ficha de atendimento. Ao retornar, percebeu que alguém pegou o celular que estava no bolso lateral. Ainda de acordo com a vítima, foi furtada também a quantia de 500 reais, que estava dentro da capinha marrom do celular.

Uma testemunha começou a perguntar as pessoas que estavam na recepção se alguém havia encontrado um celular, momento que um homem que também aguardava atendimento lhe perguntou se ela havia perdido um aparelho.

A testemunha disse ainda que após o homem lhe fazer a pergunta, ele saiu da unidade e foi embora sem esperar o atendimento médico. A Polícia Militar foi acionada e durante os levantamentos, os militares conseguiram identificar o nome e o endereço do suspeito.

Os militares foram na casa onde reside, na Rua Jorge Pereira Lima, antiga Rua 3 do Bairro residencial Monjolo, e abordaram o suspeito, Nei Luis Ferreira Santos, 37 anos. Ao ser questionado, ele negou, mas logo em seguida confessou ter ido a UPA procurar atendimento médico.

Os militares então começaram a questionar a irmã do suspeito que negou ter visto o irmão com qualquer objeto, mas posteriormente, entregou um aparelho que estava dentro da gaveta do armário na cozinha. Após entregar o celular, a irmã autorizou a entrada dos militares na casa e durante buscas, os militares encontraram a quantia de 122 reais.

Ao ser questionada de novo, ela disse para os militares que ficou com medo de entregar o irmão, relatando ainda que Nei chegou em casa ao retornar da UPA alegando que havia encontrado um celular e que colocou um chip para testá-lo, não sabendo que era furtado.

Sobre o dinheiro encontrado, a irmã disse ser de sua propriedade. Os militares voltaram a questionar o suspeito que confessou ter furtado o aparelho e disse que não havia dinheiro dentro da capinha como a vítima tinha relatado. Nei também não deu explicação sobre não ter aguardado o atendimento médico, mesmo qualificado como urgência, por sentir forte dor na clavícula.

Diante dos fatos, o aparelho e o dinheiro foram recolhidos e Nei Luis Ferreira Santos, 37 anos, foi conduzido para a delegacia de Polícia pelo crime de furto.

Fotos: Aislan Henrique 

Comentários