Um olho no coronavírus e outro na dengue: casos da doença continuam aumentando em Patos de Minas

logo-face
logo-face
Um olho no coronavírus e outro na dengue: casos da doença continuam aumentando em Patos de Minas

Patos de Minas soma 426 casos suspeitos de dengue; destes, 45 foram confirmados. O aumento rápido na proliferação da doença é uma preocupação a mais, em meio à pandemia de COVID-19. No entanto, os agentes de combate a endemias continuam trabalhando. Eles pedem a colaboração da população.

Segundo as autoridades de saúde, só há um meio de resolver o problema: eliminando os focos do mosquito aedes aegypti. Para isso, a população também pode colaborar, de maneira simples. Basta eliminar os criadouros, ou seja, recipientes que acumulem água. Os agentes também orientam panteses a aproveitar o período de isolamento social e cuidar do quintal. Além da dengue, o aedes aegypti também é causador de outras três doenças: zika, febre amarela e chikungunya.

Em entrevista ao jornalismo da Rádio Clube 98, nesta manhã de quinta-feira (26), a agente de combate a endemias, Suelene Oliveira, explicou que, em todos os bairros, há focos do mosquito. Ela alertou que é preciso também se preocupar com a dengue e ajudar na eliminação dos focos.

Comentários