Em manifestação espontânea, apoiadores do presidente Bolsonaro, em Patos de Minas, se reuniram na Champagnat

logo-face
logo-face
Em manifestação espontânea, apoiadores do presidente Bolsonaro, em Patos de Minas, se reuniram na Champagnat

Pelo menos 200 apoiadores do Governo de Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniram, neste domingo, na Praça Champagnat, em Patos de Minas. Com cartazes de apoio ao presidente e críticas a alguns parlamentares e ministros do Supremo Tribunal Federal, o grupo reforçou valores conservadores e pedia, dentre outras pautas, o fim da impunidade. No entanto, em todo o país, os movimentos de direita cancelaram os protestos, após pedido de Jair Bolsonaro. A medida visa conter uma possível propagação da COVID-19.

Entre os participantes estava o líder do movimento “Nas Ruas Patos de Minas”. Além dele, outras lideranças de direita na Capital do Milho também participaram de forma espontânea do encontro. Depois do pedido de Jair Bolsonaro, os grupos cancelaram os protestos também em Patos de Minas.

A estimativa, segundo contagem dos próprios participantes, é de que pelo menos 200 pessoas estiveram no ato. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), foi o mais criticado, juntamente com alguns ministros do STF, como o Ministro Gilmar Mendes.

Comentários