Adolescente, de 16 anos, pega carro escondido, provoca acidente e deixa motociclista gravemente ferido

logo-face
logo-face
Adolescente, de 16 anos, pega carro escondido, provoca acidente e deixa motociclista gravemente ferido

Um grave acidente foi registrado na esquina da Rua Zulmira Vieira de Araújo, com a Avenida das Paineiras, na divisa do Bairro Jardim Aquários, com o Bairro Alto da Colina. Um carro, conduzido por um adolescente, de 16 anos, avançou a parada obrigatória e bateu contra uma motoneta. Três pessoas que estavam nos dois veículos ficaram feridas.  

Testemunhas disseram que o carro FIAT/Punto, de cor bege, seguia pela Rua Zulmira Vieira em alta velocidade, sentido ao Bairro Nova Floresta. O veículo teria avançado a parada obrigatória e atingido uma motoneta Honda/Biz, cinza, que seguia sentido a Avenida Marabá.

Com o impacto, o carro ainda atravessou a avenida, bateu no meio fio e contra o muro do clube do SINTRASP – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal. O impacto foi tão forte que o veículo ficou bastante danificado e uma das rodas dianteiras se soltou.

O motociclista, de 36 anos, sofreu fratura do fêmur direito, fratura no fêmur esquerdo e se queixava de dores nas costas. O condutor do carro, um adolescente, de 16 anos, sofreu uma fratura na mão esquerda, além de escoriações. Já o passageiro do carro, outro garoto, de 17 anos, sofreu escoriações e dores nas costas, além de suspeita de fratura no dedo do pé esquerdo.  

Todos foram socorridos pelo SAMU. Os ocupantes do carro foram levados para Unidade de Pronto-Atendimento – UPA porte III do Bairro Peluzzo. Já o motociclista foi encaminhado consciente para o Hospital Regional Antônio Dias, onde foi levado às pressas para o bloco cirúrgico.

Os policiais fizeram contato com o adolescente que contou outra versão. Ele disse que pegou o veículo escondido da mãe que estava trabalhando. Ele usou a chave reserva. O garoto disse que foi levar o padrasto do amigo até o Bairro Residencial Monjolo e que ao retornar, passou por dentro do Bairro Alto da Colina para desviar dos buracos da Rua Arthur Magalhães.

O adolescente afirma ainda que não estava em alta velocidade e que chegou a parar na esquina com a Rua das Paineiras e quando arrancou, foi atingido pela motoneta na lateral. Ele disse ainda que, após o acidente, o pé dele ficou preso no acelerador o que fez o carro atravessar a avenida, bater contra uma placa de sinalização de sentido proibido e depois contra o muro do SINTRASP. Os policiais realizaram o teste do etilômetro no adolescente, que não constatou uso de bebida alcóolica. Os veículos foram fiscalizados e liberados no local.

Por: Igor Nunes. 

Comentários